06 Falhas na Gestão Logística e Como Superá-las

Devido as operações logísticas não representarem a atividade principal do negócio, é comum encontrar em empresas de todo país processos logísticos que “rodam no automático”, isto é, continuam sendo executados do mesmo modo há muito tempo, de forma reativa e totalmente operacional.

Naturalmente, isso representa sérios riscos para a organização, afinal as atividades instaladas na logística servem de subsídio para a produtividade e eficácia dos demais departamentos e, portanto, merecem maior atenção.

Neste sentido, listamos 06 elementos motivadores de uma gestão ineficiente e como superá-los na operação logística.

1. Falhas na Comunicação

Mesmo com todos os esforços para garantir fluidez na comunicação interna, equívocos podem acontecer e são essas falhas que podem custar caro para a companhia.

No ambiente logístico, o gestor está a todo tempo interagindo com a equipe e outras áreas da empresa. Desse modo, é fundamental criar canais de comunicação direta com o colaborador e definir procedimentos alinhados entre os setores.

Em relação aos funcionários, quando reconhecem o meio e o momento certo de expor suas opiniões, compartilham ideias com maior frequência, criando um grau maior de engajamento e motivação. A comunicação entre processos, quando bem estruturada, evita ruídos, mau entendimentos e falta de registro das informações.

2. Equipe Desmotivada e Problemas de Liderança

Empresas são movidas por pessoas e a liderança é quem determina o sucesso desta relação. Uma equipe preparada e motivada pode fazer a diferença nos momentos mais críticos. Para assegurar um time comprometido, a empresa precisa ter seus princípios muito bem definidos. Esse é o primeiro passo para que as pessoas se identifiquem e atuem alinhadas aos mesmos objetivos.

Outra questão importante nesta relação diz respeito aos funcionários enxergarem no líder uma inspiração, um modelo a ser seguido. A equipe precisa ser ouvida, orientada e gratificada sempre que possível. Neste caso, o investimento em educação e treinamentos especializados é uma ótima oportunidade, pois representa ganhos para ambos os lados.

Na logística, a liderança é uma das principais características do gestor. Dentre as mais variadas funções é comum que os profissionais possuam faixas etárias distintas, o que por si só já representa um grande desafio, dado o conflito de gerações.

3. Procrastinação

Este termo está em alta nos dias atuais. Procrastinar significa adiar uma ação importante, ou seja, um dever que precisa ser executado e sempre é deixado para depois. Para evitar que isso aconteça, é importante que você:

  • Conheça muito bem seu ritmo de trabalho;
  • Crie um ambiente favorável para executar suas demandas;
  • Organize suas tarefas dentro de uma rotina;
  • Defina prazos e estabeleça prioridades; e
  • Aja com maior objetividade.

A lista de atribuições do profissional de logística costuma ser extensa (assim como seu caráter de urgência) e adiar a entrega de uma atividade pode representar um enorme problema.

4. Processos Mal Definidos

A criação de procedimentos visa garantir o atendimento de requisitos específicos das atividades. Termos ou condições podem ser aplicados para criar ou aumentar o controle de determinado processo e proporcionar o tratamento sem distinção, respeitando as regras de negócio.

Obviamente, o uso de procedimentos na melhoria de um processo visa aplicar uma metodologia e não o tornar estático e inflexível. Pelo contrário, os procedimentos devem ser constantemente revisados para avaliar possíveis adequações.

Além de ter seus processos muito bem definidos é imprescindível que o gestor detalhe ao máximo o fluxo das principais atividades executadas e torne-o visível a todos os envolvidos. Uma forma comum de representar o detalhamento é através de um fluxograma.

Definir métodos de trabalho também é importante. Está relacionado à forma de como a atividade será operacionalizada, isto é, quais serão os meios para alcançar os resultados. A definição de métodos é determinante para garantir o sucesso da atividade ao proporcionar fluidez aos processos e ao acelerar o fluxo das informações.

5. Ausência de Tecnologia

As exigências do mercado atual estão relacionadas principalmente à agilidade e assertividade das informações e processos. Quanto maior a velocidade de resposta, maiores são as chances de se destacar frente à concorrência.

A tecnologia aplicada à logística por meio de softwares especializados, aplicativos e dispositivos complementares, atua em frentes como:

  • Automatização das atividades;
  • Monitoramento em tempo real;
  • Integração entre plataformas de diferentes áreas e empresas;
  • Efetividade no controle dos processos internos;
  • Organização e otimização de recursos;
  • Padronização, referência e históricos de dados;
  • Centralização e confiabilidade das informações.

A automação de processos impacta diretamente no aumento do nível de controle e na redução do fator tempo, tendo em vista que funções antes executadas manualmente são substituídas (ou sustentadas) pelo uso da tecnologia, assegurando vantagens significativas.

6. Não Atuar sobre Resultados

Medir o resultado de qualquer ação é premissa para identificar possíveis desvios, corrigi-los e retomar o caminho em busca do planejado. Neste caso, o instrumento de gestão mais comum para aferir e monitorar o desempenho são os indicadores.

A utilização de indicadores logísticos surge da necessidade de alcançar maiores níveis de eficiência e qualidade, no sentido de disponibilizar o produto desejado ao menor custo, nas condições acordadas e no lugar solicitado, atendendo as expectativas do cliente.

A partir deste conceito primário, reconhecer a logística como potencial agente transformador do negócio pode ser o primeiro passo para que a empresa produza com o máximo de eficiência, venda com maiores margens e obtenha melhores resultados em todos os níveis de atuação.

E então, você já se deparou com alguma dessas barreiras na sua trajetória profissional? Qual caminho trilhou para superá-la? Contribua com seus comentários!  😉

Se inscreva em nossa Newsletter e continue nos acompanhando!

Um abraço!

Claudionei de Andrade

 

 

 

Claudionei de Andrade

Claudionei de Andrade é graduado em Administração de Empresas, especialista em Gestão Estratégica Empresarial e especialista em Logística e Distribuição. Possui experiência profissional na área logística de transportes, armazenagem e gestão de frota.

Website: http://www.logisticanapratica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *