Prejuízo com Avarias? Saiba como Reduzir o Índice de Perdas em Transporte

Os prejuízos causados pelas avarias podem ir muito além dos danos causados à mercadoria. A ruptura no ciclo de abastecimento compromete diretamente o relacionamento com o cliente, que devido ao atraso do material para compor a linha produtiva ou efetivar as vendas, pode buscar reparar suas perdas por meio de multas e indenizações.

Avaria é um problema sério e seu controle jamais pode ser negligenciado. Geralmente, ocorrem com maior incidência no transporte de cargas fracionadas, tendo em vista a necessidade frequente de movimentação entre veículos e terminais. Entre outros fatores, as avarias tem sua origem ligada principalmente a:

  1. Embalagem de má qualidade ou falta de embalagem de proteção;
  2. Ausência de procedimentos e recursos voltados a resguardar a integridade do produto;
  3. Acidentes e falhas operacionais;
  4. Variações climáticas;
  5. Manuseio e acondicionamento incorretos;
  6. Falta de treinamento e orientação à equipe;
  7. Diferentes perfis de mercadoria movimentados e transportados na mesma operação.

O ideal é manter o índice de avarias igual a zero, ou o mais próximo disso. Contudo, estabelecer metas neste sentido torna-se um desafio, considerando os inúmeros processos internos e externos envolvidos na cadeia de suprimentos.

Sendo assim, as medidas de prevenção são as mais indicadas para evitar custos desnecessários. Abaixo, listamos algumas ações que podem contribuir para a redução dos indicadores de avarias na sua operação logística:

  1. Utilize embalagens apropriadas, com informações relativas ao empilhamento máximo, transporte frágil, entre outros;
  2. Verifique a necessidade de reforçar a proteção com o uso de plástico-bolha, caixas de madeira, filme plástico, cintas e fitas;
  3. Na movimentação interna e estocagem, use máquinas e utensílios apropriados;
  4. Se necessário, controle o odor, temperatura e umidade do ambiente, respeitando as características da mercadoria;
  5. Evite a presença de água ou outro líquido próximo aos produtos;
  6. Preencha os espaços vazios das caixas e embalagens para evitar a vibração ou tombamento no transporte;
  7. Treine constantemente a equipe operacional para o correto manuseio, embalagem e transporte;
  8. Caso utilize veículos próprios na operação, disponha de equipamentos adequados para carga e descarga (origem e destino);
  9. Oriente o motorista quanto aos cuidados na direção, evitando excesso de velocidade, freadas bruscas e outras ações imprudentes;
  10. Esteja alerta em relação à amarração da carga. Muitas vezes, ao invés de protegê-la, estará danificando-a por não proceder corretamente;
  11. Confira cada volume com critério, identificando qualquer tipo de quebra, amassado, alteração de cor, manchas, etc.;
  12. Antes de iniciar o carregamento, inspecione as condições internas do veículo, verificando a presença de pregos, parafusos ou outro objeto que possa ocasionar avaria;
  13. Defina a rota mais adequada, considerando distância, segurança e condições da via;
  14. Ao contratar uma empresa de transporte ou autônomo, certifique-se da qualidade da frota, isto é, se os veículos oferecem as condições necessárias para transportar sua carga;
  15. Deixe claro que a responsabilidade a partir da coleta passa a ser do transportador, tendo todas as normas documentadas em um contrato ou tabela de frete.

Estes procedimentos visam minimizar os prejuízos causados por danos às mercadorias durante a logística de transporte. Em tempo, é importante que o embarcador tenha uma política clara e definida, que oriente a equipe interna, parceiros e clientes sobre os procedimentos em casos de avarias na operação.

E então, gostou das dicas? Compartilhe suas experiências nos comentários.

Abraços!

Claudionei de Andrade

Claudionei de Andrade

Claudionei de Andrade é graduado em Administração de Empresas, especialista em Gestão Estratégica Empresarial e especialista em Logística e Distribuição. Possui experiência profissional na área logística de transportes, armazenagem e gestão de frota.

Website: http://www.logisticanapratica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *